Lei de Zipf

LEIS DE ZIPF

As Leis de Zipf, relacionadas à frequência de ocorrência de palavras em um dado texto, enriquecida pelo Ponto de Transição (T) de Goffman relacionam-se directamente com a representação da informação, isto é, a indexação temática automática. Zipf observou que, num texto suficientemente longo, existia uma relação entre a frequência que uma dada palavra ocorria e sua posição na lista de palavras ordenadas segundo sua frequência de ocorrência. Essa lista era confeccionada, levando-se em conta a frequência decrescente de ocorrências. À posição nesta lista dá-se o nome de ordem de série (rank). Assim, a palavra de maior frequência de ocorrência tem ordem de série 1, a de segunda maior frequência de ocorrência, ordem de serie 2 e, assim, sucessivamente. Zipf observou, também, que o produto da ordem de série (r) de uma palavra, pela sua frequência de ocorrência ( f ) era aproximadamente constante ( c ).

r . f = c, o que ficou conhecido como Primeira Lei de Zipf.

Ler mais:

BIBLIOMETRIA: UMA FERRAMENTA ESTATÍSTICA PARA A
GESTÃO DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO, EM
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, DE COMUNICAÇÃO E DE
AVALIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA/VÂNIA L. S.GUEDES e SUZANA BORSCHIVER

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s